Rayes Produções Artísticas LTDA | contato@rayesproducoes.com | Rio de Janeiro | Brasil

Tel: + 55 21. 3486-7731 | + 55 21 9 9450 0516 | + 55 21 9 7602 6523 

POR ELAS

  • Facebook Social Icon
FICHA TÉCNICA:

Elenco: Adriana Seiffert, Ana Flávia, Deborah Rocha, Elisa Pinheiro, Gisela de Castro, Letícia Vianna, Renata Guida, Rosana Prazeres, Anderson Cunha, Lucas Gouvêa.

Texto: Silvia Monte e Ricardo Leite Lopes

Direção: Silvia Monte

Figurinos: Luci Vilanova

Iluminação: Ana Luzia de Simoni

Trilha Original: Maíra Freitas

Programação Visual: Nena Braga

Fotos de Cena: Marcelo Carnaval

Assessoria de Imprensa: Sheyla Gomes / Sara Paixão

Operação de Som:Maíra Lemos
Operação de Luz: Cris Ferreira
Assistente de Figurino: Monique Rosa

Direção de Produção: Viviani Rayes

Produção Executiva: Yashar Zambuzzi

Produção: Rayes Produções Artísticas

Idealização: CCMJ – Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário 
Realização: Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro  

SERVIÇO:

Duração: 80 min

Gênero: Drama

Classificação indicativa: 14 anos

TEMPORADA:

De 1º de agosto a 1º de setembro, de quarta-feira a sábado, às 19h, de 2018

Entrada gratuita, com distribuição de senhas às 18h30.

Local: CCMJ (Centro Cultural Museu da Justiça)

Rua Dom Manuel, 29

Centro - RJ- RJ

A violência contra a mulher é o tema da peça POR ELAS. Originada de retalhos de histórias reais, a dramaturgia de POR ELAS, assinada pelo advogado e dramaturgo Ricardo Leite Lopes em parceria com a diretora teatral Sílvia Monte, passeia pelo épico e pelo dramático, pelos tempos presente e passado. Cada uma das sete personagens femininas carrega histórias reais de outras tantas mulheres brasileiras. A figura masculina – evocada pelas lembranças das mulheres – provoca a reflexão do que o homem representa para elas dentro desse universo perverso de “amor e ódio”, “submissão e poder”, das relações entre mulheres e homens, numa sociedade patriarcal e machista. 

SINOPSE:

Um grupo de mulheres desconhecidas entre si que, em comum, têm a violência na sua vida amorosa, se reúne para falar sobre suas histórias. Conforme os relatos vão acontecendo, os conflitos, preconceitos, a dor e a própria violência surgem no grupo.

CONCEPÇÃO CÊNICA:

Marcada pela simplicidade de elementos, a cena está disposta em arena e ambientada apenas por bancos e praticáveis.